Zen To Done: O que é o ZTD e como funciona na prática

Zen To Done ou simplesmente ZTD é um sistema que serve para te ajudar a desenvolver hábitos para manter todas as suas tarefas e projetos organizados.


O objetivo principal do ZTD é manter o seu dia simples e estruturado, tendo a certeza de que você está fazendo o que realmente precisa fazer, sem se distrair ou perder o foco.

O Zen To Done não é de forma alguma um livro de auto-ajuda, nem tão pouco tem alguma relação com nenhuma religião, seita ou qualquer coisa do tipo.

O ZTD é, como disse antes, um sistema muito simples, porém muito poderoso de se organizar a vida, tanto pessoal, quanto profissional.

Todo o material ao qual temos acesso em português sobre o ZTD foi traduzido em primeiro lugar pelo Lucas Teixeira (ao menos foi através dele que eu tive meu primeiro contato com o ZTD), partindo do livro escrito pelo Leo Babauta, autor do blog Zen Habits.

Como funciona o ZTD?

O Zen To Done é um conjunto de 10 hábitos que vão te ajudar a se organizar simplificando a sua vida.

Pode parecer difícil no começo, mas a medida que você se desenvolve e se acostuma com o ZTD as coisas vão ficando mais fáceis.

Como o próprio autor diz, a ordem a seguir é só uma sugestão, você pode e deve adaptá-la como achar melhor.

Vamos ver abaixo os 10 hábitos que são utilizados no ZTD:


1. Capture


Capturar aqui quer dizer ter onde anotar todas as suas ideias, tarefas, projetos, etc. Tudo o que vier a cabeça que você julgue importante. Quando chegar em casa você vai transferir as tarefas para uma lista de tarefas. Essa é uma caixa de entrada.

Dica: Um caderninho de anotações que possa caber em seu bolso é mais que suficiente.


2. Processe


Processar o que você precisa fazer de forma rápida é fundamental. Você tem que se decidir sobre o que é importante, ou seja, o que é prioridade e o que pode esperar.

Dica: Sempre que processar sua caixa de entrada (no nosso exemplo o caderninho de anotações) seu e-mail (seu e-mail também é uma caixa de entrada) tenha em mente o que você vai fazer (se não for levar mais que 2 minutos), jogar fora, delegar, arquivar ou adicionar a sua lista de tarefas para fazer depois.


3. Planeje


Todos os dias, ao começo ou final de cada dia, faça uma lista das suas TMI’s (Tarefas Mais Importantes), quais são as tarefas mais importantes que você tem para realizar naquele dia, naquela semana.

Dica: Sempre comece o seu dia tentando finalizar as suas TMI’s. Tire da frente o que é mais importante. Apenas se policie para não tentar fazer mais de uma TMI por dia, para não se sobrecarregar ou se frustrar por não conseguir realizar tudo.


4. Faça


Crie o hábito de fazer uma tarefa por vez, sem exceção. Comece por uma TMI e vá em frente.

Dica: Desligue celular, feche caixa de e-mail, saia da internet, etc. Retire tudo o que não for essencial do seu campo de visão e concentre-se apenas na tarefa que você tem que realizar.


5. Sistema confiável


No ZTD para um sistema ser confiável ele tem que ser obrigatoriamente simples. Nunca complique o seu sistema, use listas simples.

Dica: Mantenha as suas listas o mais simples possível. Você pode dividir suas listas em “Trabalho”, “Casa”, “Ligar para”, “Esperar” e assim por diante. Sempre simples. Tudo o que você precisa é de uma lista para cada contexto. E a partir dessas listas você cria uma lista diária e uma lista semanal. Simples.


6. Organize


Procure se organizar o máximo possível. Quanto mais organizado você for, menos tempo você perde e mais ganha em produtividade.

Dica: Tenha um lugar para tudo. Sempre que pegar alguma coisa, que usar alguma coisa, coloque-a de volta em seu devido lugar.


7. Revise


Por mais que você faça anotações sobre tudo, todos estamos sujeitos a erros e principalmente mudança de atitude e/ou conceito.

Dica: Revise seu sistema diariamente e suas metas semanalmente. Sempre que encontrar alguma coisa que não se encaixe, jogue fora ou no mínimo, reformule a tarefa, a ideia.


8. Simplifique


Ter uma lista para cada conceito, uma lista geral diária e uma lista semanal é muito bom. Mas tudo isso só funciona se você aprender a simplificar as coisas.

Dica: Procure sempre reduzir ao máximo suas metas e tarefas para aquilo que você julgar extremamente essencial. Se você tentar resolver todas as tarefas que surgirem você vai acabar perdendo o foco e desistindo.


9. Rotina


Conseguir manter uma rotina é fundamental para que o ZTD funcione bem. A partir do momento que você cria o hábito de seguir uma rotina diária as coisas acabam acontecendo no piloto automático.

Dica: Experimente fazer do ato de conferir suas anotações e preparar o seu dia parte da sua rotina diária. Outro bom exercício é ter um dia para cada coisa, por exemplo, um dia para lavar roupas, um dia para fazer tarefas na rua, etc.


10. Encontre sua paixão


Aqui vamos nos focar no lado profissional. Encontrar sua paixão, aquilo que você realmente gosta de fazer e ainda ser remunerado por isso é o paraíso. Você deve passar a vida buscando encontrar sua paixão e assim que encontrar, se dedicar de corpo e alma para fazer dela a sua profissão.

Dica: Esteja sempre procurando coisas pelas quais você é apaixonado e tentando fazer dessas coisas uma carreira. Faça do seu trabalho a sua paixão e tenha prazer em trabalhar.


Estão aí, os 10 hábitos que fazem do ZTD um sistema prático e funcional.

Se você quer saber mais, ou mesmo baixar o eBook escrito pelo Lucas Teixeira, clique aqui para ir até a página onde estão os links e maiores informações.

Apesar de testar por algum tempo, não utilizo o ZTD da forma como é apresentado aqui na minha rotina do dia a dia, mas confesso que algumas de suas ideias foram a base para criar meu próprio método. Ao menos me fizeram pensar e é claro, adaptar o que mais faz sentido para mim.

Um abraço e até o próximo artigo! 
Tico Esteves
Zen To Done: O que é o ZTD e como funciona na prática Zen To Done: O que é o ZTD e como funciona na prática Reviewed by Tico Esteves on setembro 11, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.