VÍDEO: JN - Matéria Marketing Digital

Blog: Como escolher o layout certo

No artigo anterior, falamos sobre como escolher um nicho de mercado, hoje vamos falar um pouco sobre usabilidade e principalmente em como escolher o layout certo para o seu projeto.



Usabilidade: Você precisa entender isso


Quando falamos de usabilidade sabemos que:
"Usabilidade é um termo usado para definir a facilidade com que as pessoas podem empregar uma ferramenta ou objeto a fim de realizar uma tarefa específica e importante. A usabilidade pode também se referir aos métodos de mensuração da usabilidade e ao estudo dos princípios por trás da eficiência percebida de um objeto."
Se o texto acima não te ajudou a entender o que é usabilidade, o importante é que você tenha em mente que usabilidade é o mesmo que facilitar a vida do leitor ao máximo. Ou seja, facilitar a visita e a forma como o visitante encontra o seu conteúdo e consegue mais e mais informação sobre ele.

A aparência É importante


Na maioria dos grandes blogs se vê textos dizendo que o conteúdo é rei e que devemos dar prioridade para produzir um conteúdo de extrema qualidade. É verdade! O problema é que dão a entender que só o conteúdo basta, e isso não é verdade!

Claro que é muito mais fácil (para não dizer possível) chegar a algum lugar com um conteúdo excelente e uma embalagem ruim, que com uma embalagem maravilhosa e um conteúdo horrível. Porém, são raros os casos em que o conteúdo apenas é suficiente.

A concorrência hoje em dia é muito maior e a tendência é só aumentar. Logo, existem vários blogs produzindo conteúdo de qualidade. E para se destacar você precisa, além de produzir um conteúdo de extrema qualidade, ter um layout, uma embalagem que agrade o leitor a primeira vista. Já que o leitor só vai conseguir perceber a qualidade do seu conteúdo se primeiro ele for "convidado a entrar" através de um layout bem feito.

O layout do seu blog deve ser atrativo e ao mesmo tempo facilitar as ações que você deseja que o leitor tome. Tais como:


  • Ler o maior número de artigos possível
  • Deixar um ou mais comentários
  • Assinar os Feeds (RSS)
  • Curtir a página do blog no Facebook
  • Comprar um produto ou serviço
  • Comprar espaço publicitário

São muitas as opções e você pode e deve focar em mais de uma!


Simples e fácil


Um layout para um blog que pretende se tornar profissional tem que ser acima de tudo simples e fácil de usar. O leitor não pode se sentir perdido na primeira visita. Se isso acontecer, a chance de que ele saia e não volte mais é muito grande.

Grátis ou não?


Existem os dois lados da moeda e apesar de também trabalhar com o desenvolvimento de layouts para blogs, não posso ser desonesto dizendo que esse é o único caminho.

Contratar um profissional para desenvolver o seu layout é sem dúvida alguma uma forma de evitar erros e ganhar tempo, saindo na frente da concorrência. Porém, muita gente não tem dinheiro ou mesmo está interessada em fazer um investimento desse porte logo de cara (com o tempo, a medida que o blog for se tornando cada vez mais profissional, é recomendável, sem dúvida). Por isso, existem os layouts gratuitos e que podem, com um pouco de comprometimento e vontade de aprender, ser editados para que se encaixem ao projeto.

Como escolher o layout certo


Primeiro e antes de mais nada, estou usando a palavra layout aqui para ficar mais fácil ok? (acho melhor que ficar dizer template / tema o tempo todo) Dito isso, você precisa entender que independente se você escolhe um layout gratuito ou contrata um profissional para fazer o trabalho por você, existem alguns pontos que você deve levar em conta:

Já vi isso em algum lugar

Pago ou gratuito, você tem que ter muita atenção para que o layout do seu blog não fique igual ao de outros blogs. Seu layout precisa ser o mais exclusivo possível. Isso ajuda a fixar uma imagem na cabeça do leitor, além de demostrar um cuidado de sua parte com relação ao blog.

Navegar é preciso

Antes de sair por aí fazendo propagando do seu layout, você pode e deve testá-lo no maior número de navegadores possível. Se não conseguir em todos, ao menos tente ver como está o layout nos principais, os mais usados (Explorer, Firefox, Chrome, Opera). Se o seu layout estiver ok nos principais navegadores, você pode ficar tranquilo, mas… se notar que o layout está "torto" ou que faltam elementos, aparecendo ou não, de forma diferente em um navegador e no outro, é sinal de alerta. Dependendo do que for, até pode deixar passar, mas na maioria das vezes a melhor opção e trocar o layout (principalmente no caso de layouts gratuitos, fica mais fácil encontrar outro que tentar corrigir os problemas).

Títulos e texto

Outro ponto muito importante são os títulos e o texto (formato) do seu blog. Já que hoje em dia existe uma tendência forte para títulos grandes e chamativos, contrastando com texto menor e sem exageros. Portanto, opte por seguir a tendência e não invente nada. Nesse caso, seguir a maioria é a melhor coisa que você pode fazer. O que importa mesmo é que, tanto os títulos, quanto o texto, sejam fáceis de ler e de entender!

Espaços bem definidos

Na escolha de um layout, um ponto que deve pesar muito são os espaços que existem nele. Cabeçalho, barra lateral, rodapé, área do artigo e dos comentários e espaços publicitários. Tudo deve ser bem definido e fazer com que o leitor não tenha dificuldades em reconhecer do que se trata cada um deles. Podendo ou não fazer uso de um ou do outro.

Cores que fazem sentido

Escolher uma palheta de cores que faça sentido, apesar de parecer, não é uma tarefa fácil. Na verdade, é mais complicado do que parece e por isso merece sua atenção. Procure ler um pouco sobre a teoria das cores e pesquise por palhetas de cores. Além de buscar por informações sobre quais cores são mais usadas no nicho que você escolheu. A ideia é continuar facilitando a vida do leitor. E as cores fazem parte disso. 

Evite usar cores muito fortes ou fundo preto. Use a mesma cor para o texto do artigo e da barra lateral e procure usar cores contrastantes para os links com relação ao texto. As cores devem "fazer sentido" aos olhos do leitor. Ajude o leitor a te ajudar.

Levando em conta esses cinco pontos, você já tem total capacidade de escolher um layout que vá agregar valor ao seu blog e ajudá-lo a crescer.

Um blog para ganhar dinheiro


Ainda vamos falar sobre como monetizar um blog de forma eficiente por aqui. Por hora, já que estamos escolhendo o nosso layout, vamos pensar um pouco sobre como escolher um layout pensando também em ganhar dinheiro com o nosso blog.

Se dedicar a um blog é uma atividade que, quanto mais você se dedica, mais tempo e energia são necessários para mantê-la. Então, se você quer realmente ser blogueiro, precisa pensar em como ganhar dinheiro com o seu blog, nem que seja para pagar os eventuais gastos que você vai ter com ele (domínio, hospedagem, publicidade…), além de poder desfrutar de um dinheiro extra, por que não?

No caso de um layout para ganhar dinheiro, o que pesa muito são os espaços para publicidade. Você precisa ter espaços reservados para exibir publicidade de forma efetiva. Ou seja, exibir publicidade antes da dobra (cabeçalho e barra lateral) e em locais estratégicos, como abaixo do título do artigo, ao final do artigo e no rodapé do blog.

Se você quer ganhar dinheiro com o seu blog, defina antes quais os formatos e tipos de publicidade que você vai usar, para só depois partir para a escolha final do seu layout!


Considerações finais


Se você conseguir encontrar um profissional que faça ou um layout gratuito com as características mencionadas acima, já está com meio caminho andado rumo ao sucesso com o seu blog.

Agora, se mesmo depois de procurar bastante, você ainda sente que falta alguma coisa, não se preocupe. Ainda vamos falar sobre como melhorar o seu blog cada vez mais e como conseguir seguir em frente e fazer sucesso como blogueiro. Por hora, siga as dicas acima que você já vai estar no caminho certo!

Um abraço e até o próximo artigo!
Tico Esteves
Continue lendo »

Blogueiro: Como escolher um nicho de mercado

Não vou dizer que já me cansei de "bater na tecla" do quanto é importante você escolher um nicho de mercado antes de começar um blog (pronto, já disse), mas é a verdade.

Quando você tem a consciência de que é preciso parar, pensar e escolher sobre o que você vai tratar no seu blog, as coisas se tornam mais fáceis. E antes que você me pergunte, vamos entender.



De acordo com a Wikipédia:
"Nichos de mercado são segmentos ou públicos cujas necessidades particulares são pouco exploradas ou inexistentes. A estratégia de aproveitamento de nichos está justamente na identificação das bases de segmentação que, quando explorados, representam o diferencial ou vantagem competitiva à empresa (ou pessoa)."

Bom, na prática, o que você precisa saber é que um nicho de mercado deve representar o tema, o assunto principal sobre o qual o seu blog vai tratar. E para escolher um nicho de mercado você precisa levar em conta vários fatores e responder algumas perguntas. Como por exemplo:

Qual O Seu Objetivo Com O Blog?


Essa é a pergunta chave e que você deve responder antes de qualquer outra coisa!

No momento em que estamos agora você nem precisa ter ideia do que vai escrever ou como serão seus textos, forma de edição (texto, imagens), nada! Nada disso importa agora! Tudo o que importa agora é pensar no principal motivo que te levou a querer criar um blog. Você sabe?

Se você sabe qual o motivo, então você já tem a base para escolher o seu nicho de mercado!

Qual O Seu Motivo?


Vamos ver abaixo algumas ideias baseadas nos possíveis motivos que te levaram a pensar em criar um blog. Acredito que assim, com alguns exemplos, fique mais fácil!

Ganhar Dinheiro Na Internet

Sem dúvida alguma esse é um dos principais motivos que levam a maioria das pessoas a criarem um blog. A ideia de ganhar dinheiro e ficar rico trabalhando no computador é atrativa e consegue seduzir muita gente.

E O Nicho?

Existem alguns nichos, nichos dentro de nichos, sub-nichos (chame como quiser) que podem tratar direta ou indiretamente do tema "Ganhar dinheiro na internet":

Ganhar Dinheiro

Acredito que entrar no nicho Ganhar dinheiro seja para poucos. De nada vai adiantar entrar nesse mercado apenas para copiar palavras dos outros. Em se tratando de um blog que fala diretamente sobre ganhar dinheiro, você precisa ter muito conhecimento e principalmente estar disposto a inovar sempre! O que convenhamos, não é para qualquer um!

Inovação é uma palavra-chave no meio dos blogs! E no quesito "Ganhar dinheiro" é sem dúvida a diferença entre ser o primeiro e ser só mais um.

Metablogs

Quando você pensa em "Ganhar dinheiro" você não precisa necessariamente escrever um blog sobre o tema em si. Você pode por exemplo criar um "Metablog", ou seja, um blog que ensina os outros a fazerem aquilo que você está aprendendo (o meu primeiro blog começou assim). Você aprende e ao mesmo tempo vai escrevendo tutoriais sobre o que está aprendendo. Você ganha e gera conhecimento! É uma troca mais que justa!

Programas De Afiliados E Infoprodutos

Escrever sobre programas de afiliados e/ou infoprodutos é sem dúvida um nicho bastante lucrativo. Porém, eu não me meteria a fazer isso. Por mais que tenha conhecimento e faça testes sobre, não acredito que tenha o "foco" certo. Posso até escrever alguns artigos sobre o tema e acredito que me saia bem, mas daí a criar um blog somente para falar disso, são "outros 500".

Para escrever sobre esse nicho é necessário mais que conhecimento. Você precisa de tempo de estrada e muita objetividade. Saber mesmo cada detalhe do processo e ter a "maldade" para distinguir os espertinhos de quem faz um trabalho honesto de verdade. E não se engane, não existe espaço para erros. Se você escreve elogiando um programa de afiliados ou falando bem de um determinado infoproduto, e mais tarde um ou outro se mostra uma enganação, sua credibilidade será abalada para sempre.

Investimentos e Finanças Pessoais

Se você tem conhecimento suficiente ou costuma cuidar de suas próprias finanças com êxito, você deveria levar em conta criar um blog sobre investimentos e finanças pessoais. Afinal, existem milhares de pessoas por aí que não conseguem nem manter suas contas em dia, que dirá investir algum dinheiro sozinhas. E não preciso nem dizer, o esse nicho não é um nicho recomendado para quem não consegue nem manter a conta do cartão de crédito em dia. Óbvio!

Vimos apenas alguns exemplos ligados ao nicho Ganhar dinheiro e como podemos dividir o nicho em vários outros, sem deixar de falar sobre dinheiro. E você pode fazer isso basicamente com qualquer outro nicho que te interessar. Por exemplo:

Emagrecer


Quem se interessa em emagrecer, pode muito bem escrever sobre exercícios físicos, musculação, dieta, academias, aparelhos, suplementos alimentares… são vários e vários nichos dentro do nicho emagrecer.

Filmes


Já quem gosta de filmes pode escrever sobre cinema, tv, lançamentos, cinema nacional, clássicos… Você pode muito bem montar um blog sobre os filmes que fizeram história na sessão da tarde. As possibilidades são virtualmente ilimitadas, desde que você tenha conhecimento e paixão sobre o tema.

Esportes


Qual o seu esporte preferido? Dependendo da resposta, está aí o seu nicho! Se você é aquele tipo de pessoa que só pensa no seu time, fala sobre ele o tempo todo e chega até a ser considerado irritante por isso, esse é o seu nicho! Fica muito mais fácil escrever um blog sobre o seu time de coração, que tentar concorrer diretamente com o "Esporte espetacular"!

Enfim… acredito que já deu para entender a mensagem não é mesmo?

Resumindo:

Seja Um Especialista


Dentro de cada nicho existe um pequeno nicho bem fácil de ser abordado quando olhado com uma “lente de aumento” e um blog de nicho, seja lá qual for, será muito mais lucrativo (em todos os sentidos) se for feito por alguém que entenda, que tenha conhecimento sobre aquilo que está escrevendo.

O mais importante aqui é que você escolha com o coração. Escreva sobre aquilo que você gosta e você jamais vai se arrepender.

Esqueça essa história de que tem que escrever sobre aquilo que "dá dinheiro". Pelo simples fato de que tudo "dá dinheiro". Não existe um nicho de mercado que não possa ser monetizado e que não renda o suficiente para deixar o autor feliz.

Os nichos de mercado estão aí para facilitar a sua vida em todos os sentidos. E isso inclui o lado financeiro também.

Diferente do que a maioria pensa, é infinitamente mais fácil ganhar dinheiro com um blog de nicho que com um blog de variedades. Um blog que escreve sobre qualquer coisa. Pois, quem quer falar sobre tudo, acaba não passando credibilidade em nada. São raríssimas as exceções.

Ser um especialista naquilo que você faz é a chave para o sucesso. Seja Pessoal, profissional ou financeiro.

Responda rápido: Quem ganha mais dinheiro, é mais famoso, mais aclamado, mais lembrado, mais, mais, mais?

O Zé

O jogador de futebol que começou como lateral, mas joga na zaga, no meio campo, pelos lados… e se precisar, na falta do goleiro você pode contar com ele também.

O Ronaldo

O artilheiro de todas as copas. Que se eu não me engano é especialista em chutar uma bola para dentro do gol não é mesmo? (Uma coisa tão simples né?)

O Zé pode até ser mais querido pelos companheiros de time, mas em se tratando de mercado, é dos "Ronaldos" que a grande maioria se lembra!

Um abraço e até o próximo artigo!
Tico Esteves
Continue lendo »

Dica simples: Como Aumentar o Número de Pageviews em seu blog

Vez ou outra recebo perguntas de leitores e amigos querendo saber como aumentar o número de pageviews de um blog? E eu sempre respondo: Dando ao leitor uma forma simples e rápida de achar o que procura. E é aí que a coisa fica feia!

Antes de mais nada, vamos ver o que é pageview:

"Basicamente, pageviews são como chamam o número de páginas que cada visitante visualiza em um site/blog."

Entendido o conceito, vamos ao texto!

Aumentar o número de pageviews - Estatísticas



A maneira mais simples de aumentar o número de pageviews é ajudar o visitante a encontrar o que ele procura.

É, mas como descobrir o que o visitante procura?

Na verdade, é bem simples descobrir o que o visitante está procurando quando chega ao seu blog, mas para isso você vai precisar de ajuda. No caso, de um contador de visitas que forneça algumas estatísticas.

Uma ferramenta que utilizo a muito tempo em trabalhos um pouco menores é o Sitemeter.

O Sitemeter é um contador de visitas simples de usar e que mostra, entre outras coisas, qual a página pela qual o visitante chegou ao blog e qual a pesquisa feita por ele em um buscador como o Google por exemplo.

Se você já consegue manipular o código do blog sem problemas e quer algumas informações mais detalhadas, talvez você prefira usar o Google Analytics, que é bem mais completo, porém, mais complexo de implementar e consequentemente usar (no meu caso, eu uso aqui o Sitemeter em conjunto com o Analytics).

Aumentar o número de pageviews - Lista de Links


Informações em mãos, agora vamos facilitar a vida de quem procura por elas.

De posse das informações sobre quais são os temas mais procurados por seus visitantes, o que você deve fazer é ajudá-los a encontrar essas informações. Para fazer isso, basta que você utilize links diretos para tais informações em locais de fácil acesso e visualização.

Você pode por exemplo, apenas adicionar uma lista de links na sua sidebar (barra lateral).

Levando em conta que o único trabalho que você vai ter é o de conferir quais as páginas mais visitadas e reunir uma lista de links com assuntos parecidos e que ao mesmo tempo estão dentro do tema central do blog, eu diria que os resultados compensam e muito o trabalho.

Aumentar o número de pageviews - Relacionados


Para terminar, uma outra dica para aumentar o número de pageviews é adicionar uma lista de posts relacionados (pode chamar de artigos, matérias, o que quiser) ao fim de cada texto. O que não é tão complicado quanto parece, basta seguir esse tutorial escrito pela Nospheratt:

Lista de Posts Relacionados no Rodapé do Post para Novo Blogger – Blogspot

Ou se preferir imagens ao invés de títulos simples, pode usar o LinkWithin!

Seguindo esses dois passos (lista de links e posts relacionados), você não só vai aumentar o número de pageviews, como também vai agradar muito mais seus visitantes. O que ajudará e muito para que seu blog seja bem visto por leitores "comuns" e outros blogueiros, coisa que é fundamental se você espera um dia ter seu trabalho reconhecido.

Claro que existem outras opções que podem complementar essas, mas isso é assunto para um outro artigo.

Por hora, experimente implementar essas dicas e depois me fale dos resultados na prática!

Um abraço e até o próximo artigo!
Tico Esteves
Continue lendo »

SEO - A qualidade do conteúdo é importante para o SEO?

Depois de criar um site é provável que você queira fazer algum trabalho de SEO nele para que aumentem suas chances de ser visto por relevantes usuários dos mecanismos de busca. Hoje em dia existem muitas maneiras pelas quais você pode abordar o SEO, e devido ao grande número de ferramentas gratuitas disponíveis, você pode fazer tudo sozinho, considerando, é claro, que seu site não é muito grande. Mas antes de começar você deve compreender plenamente a importância de conteúdo de qualidade para SEO, para que você não desperdice seus recursos em trivialidades, negligenciando o essencial.



Antes de mais nada vamos entender o que é SEO:


SEO - Search Engine Optimization (do inglês) ou otimização para mecanismos de busca (português) é o conjunto de estratégias com o objetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site nas páginas de resultados naturais (orgânicos) nos sites de busca gerando conversões, sejam elas, um lead, uma compra, um envio de formulário, agendamento de consulta e outros. O termo SEO (do inglês) também se refere a indústria de consultoria, que trabalha na otimização de projetos e websites de seus clientes. 

Separando bons sites de sites ruins



Se você já leu alguma coisa sobre SEO provavelmente já está familiarizado com o ditado popular (na rede) "o conteúdo é rei". Muitos profissionais de SEO que escrevem em blogs são defensores desse slogan e muitos deles o consideram claramente resumindo que seu trabalho é tudo. Mas por que um bom conteúdo é realmente tão importante? 

A resposta é simples: porque mostra a diferença entre os sites que são construídos para os mecanismos de busca e aqueles que são construídos para as pessoas. Aqueles que fornecem informações úteis aos seus usuários se destacam perante aqueles que têm a tomada de dinheiro através de publicidade, marketing afiliado e links como um único objetivo.

O valor do conteúdo


Um bom conteúdo possui o potencial para trazer tráfego orgânico, ou seja, aumentar o número de visitas de um site sem ter que gastar dinheiro na compra para um rank mais alto nos mecanismos de busca. Ele fornece valor para os usuários, sendo capaz não só de atrair novos, mas também para manter os visitantes regulares e fiéis. Conteúdo de qualidade representa a base do trabalho de SEO realizada em um site e tem o poder de aumentar ao mesmo tempo a credibilidade e a classificação nos mecanismos de busca.

É muito simples: você pode criar um site para os mecanismos de busca, que visam apenas trazer a maior quantidade de visitantes possível a fim de ganhar dinheiro com publicidade ou com várias ofertas, ou você pode fazer um site inteiramente para os usuários, e ver o dinheiro como algo que virá naturalmente quando você está bem estabelecido.

O primeiro é mais rápido de realizar e pode ter resultados a curto prazo, mas não é nem ético nem sustentável. Este último leva tempo, esforço, pode ser caro e, normalmente, torna-se rentável somente depois de alguns meses, mas é confiável e se for bem gerido pode ser altamente gratificante.

Um site criado para mecanismos de busca enfatiza na quantidade e não na qualidade: ele apresenta conteúdo abundante, mas sem se preocupar muito com a relevância. Pode cobrir um tópico ou múltiplos, e oferece informações diversas que, embora agradável para um mecanismo de busca, é de pouco ou nenhum valor real para os usuários. 

Um site que tem como alvo usuários é exatamente o oposto: o conteúdo que ele possui é geralmente menos abundante, mas muito mais relevante, e suficientemente diferente, que diverte ou instrui o usuário.

Os benefícios de ter conteúdo de qualidade


Adicionando informações úteis e um conteúdo de qualidade em seu site você só tem a ganhar. São inúmeras vantagens, incluindo as seguinte:

Ranking

Conteúdo de qualidade aumenta o seu ranking nos mecanismos de busca. Os mais utilizados, como Google e Bing, favorecem sites relevantes e informativos. Seus algoritmos são constantemente atualizados, a fim de avaliar melhor um bom conteúdo e separar os sites pobres e sem qualidade.

Links

Um bom conteúdo também significa que mais pessoas irão linkar para o seu site. Isto contará para os mecanismos de busca definirem seu ranking, mas também pode ter outras vantagens. Por exemplo, se você é realmente reconhecido em sua área ou em seu nicho de mercado, os usuários irão notar e você será recomendado para os outros. Isto irá enviar os usuários relevantes para o seu site e estes estarão muito mais propensos do que os usuários que chegaram através dos mecanismos de busca a comprar as suas ofertas.

Reputação

Finalmente, um bom conteúdo ajuda você a se estabelecer rapidamente. Isso faz você ser mais confiável e afirma que você é um expert em sua área e que leva as coisas a sério. Não é fácil sobreviver na web hoje em dia - há inúmeras alternativas - e conteúdo de qualidade é importante quando se trata de consolidar a sua posição.

Obtendo um bom índice


A menos que seu site seja muito pequeno ou um blog pessoal, será difícil para você atualizar o conteúdo por si só. É muito melhor se você ficar com as tarefas de gestão e obter alguns contribuintes para lhe ajudar ou, se você tem os recursos, uma empresa profissional também.

É crucial que você não tenha compromissos; focando-se na criação de conteúdo em primeiro lugar. Especialmente hoje, quando a criação de um site grátis é uma coisa acessível, você não tem desculpa para não direcionar seus esforços em relação ao conteúdo. Em resumo, se você criar um site e esperar que ele seja visitado por pessoas, você deve ter conteúdo. Essa é a base do SEO (feito pensando no futuro, longo prazo), vem em primeiro lugar sempre e não há substituto para isto.

Um abraço e até o próximo artigo!
Tico Esteves
Continue lendo »

Como voltar a blogar depois de muito tempo parado

Todo blogueiro sabe que a atualização do blog com o tempo passa a ser quase que automática. Você descobre o que funciona e o que não funciona e as coisas vão ficando cada vez menos complicadas. Porém, o problema é quando você passa algum tempo longe de seu blog e aquilo que era tão "fácil" passa a ser muito mais difícil do que você imaginava que poderia ser (ou se lembrava que era).


Eu costumo comparar o ato de blogar com tocar um instrumento musical. Gosto de violão e sou um "tocador" de Blues frustrado. E qualquer um que toca algum instrumento sabe, ficar muito tempo sem praticar, longe do seu instrumento é um desastre anunciado. No meu caso, uma semana longe do violão equivale a um ano de regressão no aprendizado.

Então, além do fato de perder a prática, existe também a desatualização sobre o que está acontecendo no meio. Tudo bem que uma vez ou outra você confere os seus blogs preferidos e tal, mas não é a mesma coisa. Não existe o mesmo compromisso.

A razão não importa


Existem milhares de razões para ficar sem blogar por um longo tempo (problemas pessoais ou profissionais, não importa).

Por isso, não pretendo me estender aqui e muito menos dar uma de dono da verdade, pois o certo é que não importam os motivos, o que importa é que você quer voltar. E é sobre isso que vamos falar agora. Vamos ver algumas ideias e dicas de como voltar a blogar depois de um longo tempo parado.

Tempo - Tente se organizar


Antes de voltar a blogar efetivamente, você precisa se organizar, organizar o seu tempo. Já que de nada adianta voltar a publicar um texto e ficar mais um mês afastado. Melhor nem começar!

Organize o seu dia para que você tenha no mínimo duas horas diárias para cuidar do seu blog. Já que além de escrever novos artigos, você vai precisar de tempo para divulgar os artigos, responder e-mails e comentários, além de trabalhar em novos artigos. Por isso é muito importante se organizar e separar no mínimo duas horas do seu dia para cuidar do seu blog e assuntos relacionados.

Amigos - Avise todos


Quando começamos a blogar e a nos dedicar a essa atividade, depois de um certo tempo acabamos fazendo alguns amigos, virtuais ou não, que passam a fazer parte do nosso dia. Só que quando deixamos de blogar por algum tempo, acabamos perdendo contato com a maioria deles.

Então, se você vai voltar a blogar depois de um longo tempo parado, você deve entrar em contato com os amigos que que te acompanhavam quando você blogava com frequência e avisar que está voltando. Se puder explicar os motivos de seu afastamento melhor ainda.

Avise aos amigos que está voltando e os convide a participar do seu primeiro artigo de volta. Com certeza aqueles que prezam por sua amizade farão questão de te apoiar e participar para te ajudar nessa volta.

Informação - Atualize-se antes de escrever


Quando conseguir se organizar e separar no mínimo duas horas para se dedicar ao seu blog e entrar em contato com os amigos, é hora de colocar a leitura em dia.

Por mais que você tenha lido um ou outro blog enquanto estava afastado, não é a mesma coisa que se informar sobre o que está acontecendo no seu nicho de forma séria.

Tire um ou dois dias para ler os principais blogs do seu nicho e saber exatamente sobre o que eles estão falando. Vá até os arquivos desses blogs e leia os artigos que foram publicados enquanto você esteve afastado.

Quanto maior o número de blogs dentro do seu nicho que você conseguir visitar e conferir suas últimas publicações melhor. Assim você fica atualizado sobre o que está sendo discutido no momento e de quebra vai escrever dentro de temas atuais, amenizando assim esse período que o blog ficou sem novos artigos.

Metas - Defina o que você quer


Voltar a blogar não é tão difícil quanto você pode pensar. Muito mais difícil é continuar blogando. Por isso, antes de voltar a publicar um novo artigo no seu blog, pare e pense se é isso mesmo o que você quer.

Pense bem antes de voltar e se é isso mesmo o que você quer. Se você tem certeza, então não perca mais tempo, mas se prepare. Escreva artigos extras e tenha uma reserva para os dias de falta de inspiração (quando se fica muito tempo sem escrever é fácil ficar sem inspiração/vontade/tempo e se perder sem conteúdo para continuar atualizando o blog).

E óbvio que alguns dias serão frustrantes e por muitas vezes você vai ficar desanimado, vão faltar visitas, comentários, mas…

Se blogar está no seu sangue, você já sabe como voltar a blogar depois de um longo tempo parado e tenho certeza que vai voltar para ficar!

Um abraço e até o próximo artigo!
Tico Esteves
Continue lendo »

Investimentos: Como melhorar suas finanças pessoais com o que você já tem

Hoje em dia está cada vez mais difícil conseguir manter as contas em dia. E para quem trabalha ou pretende trabalhar com internet, as coisas são ainda piores. Já que infelizmente, a nossa cultura e educação, de maneira geral, não nos prepara para sermos empreendedores e sim empregados. Por isso se torna tão difícil cruzar a linha. E é por isso que hoje vamos falar um pouco sobre como melhorar suas finanças pessoais com o que você já tem!


Já falamos aqui da importância de manter os pés no chão, mantendo as contas em dia para depois começar a sonhar. Agora, é hora de começar a pensar em ter mais dinheiro, ainda que a médio e longo prazo (não se engane, esse é o dinheiro mais "seguro" que você pode desfrutar ao longo da vida).

Sempre Guarde Uma Parte De Tudo


Isso não quer dizer que você precise se preocupar em ser chamado de Tio Patinhas ou qualquer coisa assim. Você deve apenas guardar uma pequena parte do que você ganha, de todo o dinheiro que passa por suas mãos e eu vou dizer o porquê disso.


Pense comigo por um minuto:

Se você consegue viver, vamos supor, com mil reais por mês, então você consegue viver com oitocentos e cinquenta reais por mês. Eu sei que é complicado e você vai me dizer que é impossível, mas não é. Você consegue!

Tá difícil de se imaginar fazendo isso? Tudo bem, comece com 1,5% (R$15,00 dos R$1.000,00 do nosso exemplo). Comece com 1,5% e vá aumentando essa porcentagem até chegar aos 15% e eu garanto que com o tempo você vai perceber que consegue viver até com menos que os 85% restante.

Pense em quanto dinheiro você joga fora por mês. Quantas besteiras você compra sem necessidade e lugares que vai e nem gosta. Pense nisso com a cabeça aberta e você vai concordar comigo. Eu já passei por isso e consegui perceber o quanto não dava valor para o dinheiro que lutava tanto para ganhar.

O que eu faço com o meu dinheiro


A minha ideia é sempre economizar 15% de tudo o que eu ganho. E com esses 15% eu faço o seguinte:


  • 10% para investimentos que me gerem alguma renda
  • 5% para um "fundo de emergência"


Investimentos que geram alguma renda



Óbvio que se você está começando a pensar em investimentos, dificilmente você vai começar comprando um imóvel ou qualquer coisa do tipo. Não é esse o ponto.

Tenha em mente que investimento aqui, nesse ponto inicial é qualquer coisa, QUALQUER COISA, em que você invista e que lhe gere alguma renda, QUALQUER RENDA.

E o que eu chamo de "qualquer renda"?

Os parcos 0,5% (um pouco mais, um pouco menos) de juros gerados pela poupança já valem. Qualquer renda é melhor que deixar o dinheiro parado em um cofrinho em casa. Isso, sem contar que fica mais difícil você gastar o dinheiro por impulso guardado em um banco que embaixo do seu colchão.

E a poupança é só o começo. A medida que o dinheiro investido for aumentando, as opções de investimento também vão. E quanto mais opções, mais dinheiro você ganha. Claro que, aí entra a importância de investir também em estudo sobre investimentos.

Parece mais difícil do que é


Posso garantir que investir 10% de tudo o que você ganha acaba se tornando um jogo interessante, principalmente quando você consegue ver os primeiros resultados. E o melhor é que você começa a ficar empolgado e com isso quer buscar cada vez mais formas de ganhar mais dinheiro, para ter mais dinheiro para investir.

Imagine-se investindo cem reais por mês todos os meses. Quem sabe duzentos… quanto dinheiro você conseguiria em um ano, cinco ou dez anos? Lembre-se que quando falamos de investimento temos os juros ao nosso favor. Já que assim como os bancos ganham dinheiro nos emprestando dinheiro de várias formas, nós também podemos ganhar dinheiro investindo sabiamente. E isso é muito mais fácil de se aprender do que você acredita hoje.

Um fundo de emergência é fundamental


Quantas pessoas você conhece que aparentemente vivem bem, mas que você sabe que é só aparência?

A verdade é que a maioria das pessoas estão mais preocupadas em demostrar que tem, que realmente ter. E isso fica bem claro quando a primeira crise acontece. Ou você acredita mesmo que está livre de ficar desempregado ou ver seu negócio entrar em uma maré de azar e os seus rendimentos deixarem de ser suficientes para pagar as contas ao final do mês?

Por isso um fundo de emergência é fundamental. E é para isso que ele serve. É a sua segurança que se algo de errado acontecer, você tem como pagar as contas e sustentar seu modo de vida, até que tudo volte ao seu lugar. Isso sem falar que apesar de não querer pensar nisso, ninguém está livre de uma doença ou um acidente com alguém da família.

Então, 5% do que você ganha pode não parecer muito, mas na hora que você mais precisar, vai parecer a melhor ideia que você já teve na vida!

E o mais interessante aqui é que esses 5% no começo parecem ser quase nada, mas com o tempo e justamente por se preocupar com você e com os seus, você começa a estudar mais, a aprender mais sobre investimentos, por ter medo de perder esse dinheiro ao mesmo tempo que quer vê-lo crescer o mais rápido possível. Você se torna um investidor cauteloso e interessado em aprender cada vez mais.

Você pode menos


A frase acima parece estranha, mas já você vai entender o significado.

Como eu disse antes, se você consegue viver com mil reais por mês, pode muito bem viver com oitocentos e cinquenta reais. Mas isso não é tudo. Você pode viver com menos que isso, desde que você saiba onde investir as "sobras".

Você pode viver com menos do que vive hoje, desde que você tenha uma meta que justifique o "sacrifício" inicial. E como eu disse, você vai ver o seus investimentos crescerem com o tempo e isso vai te deixar empolgado querendo mais.

Então, se quiser sair na frente, comece agora mesmo e faça mais com menos. E mais uma vez eu repito, isso não é ser pão duro!

Investimentos são como um jogo no qual quanto mais você joga, melhor fica. E quanto mais você ganha, mais quer jogar e mais quer ganhar.

O que eu faço com o lucro


Uma coisa fundamental que todo mundo que começa a investir precisa saber é que tão importante quanto investir, é saber administrar os lucros do seu investimento. E aqui, ao menos para mim, vale o inverso da questão.

Lá no começo eu te disse para conseguir separar ao menos 15% do que você ganha, sendo que 10% são para investimentos certo?

Pois agora eu te digo para pegar apenas 15% dos lucros dos seus investimentos e reinvestir o restante para que esses investimentos cresçam cada vez mais e mais rápido. Ao mesmo tempo que você tem uma "premiação" em dinheiro por conseguir aumentar seus lucros.

Como funciona isso?

Vamos supor que seus investimentos gerem R$100,00 de lucro mensal. O que eu proponho é que você não pegue esses R$100,00 e reinvista (isso é difícil e você acaba caindo em tentação). Ao invés disso, pegue 15% dos lucros (R$15,00 no nosso exemplo) e reinvista os outros 85%.

E o que fazer com esses 15%?

Aí é com você! Eu acredito que quanto mais eu investir agora, menos vou ter que trabalhar depois. Então no meu caso, pego esses 15% e tenho:


  • 10% para investir no meu conhecimento
  • 5% para gastar como quiser (geralmente um prêmio)


Enfim… isso é o que eu faço basicamente com o meu dinheiro e espero daqui a alguns anos poder dar uma vida bem melhor para a minha família e ao mesmo tempo não precisar trabalhar tanto quanto trabalho agora, podendo aproveitar mais e melhor o meu tempo junto aos meus.

E você? O que faz para ter uma vida financeira melhor?

Dicas de leituras interessantes para quem quer se animar mais sobre o tema:


  • Pai Rico Pai Pobre - Robert Kiyosaki 
  • Pense e Enriqueça - Napoleon Hill
  • os Segredos da Mente Milionária - Harv Eker

Mesmo que você não possa comprar esses livros agora (quando puder compre, pois é muito bom ter esses livros em mãos sempre que queremos), você encontra os três para download (só dar aquela pesquisada pelo título).

Um abraço e até o próximo artigo!
Tico Esteves

Continue lendo »

Ser Blogueiro Profissional: Será que eu tenho o perfil certo?

Por conta da quantidade de contatos que recebo diariamente sobre como começar um blog ou como começar a blogar de maneira correta, etc. (variações mil, mas o conteúdo é quase sempre o mesmo), resolvi focar em uma das perguntas que mais me fazem, deixando aqui a minha opinião sobre o que é preciso para se começar a pensar em ser um Blogueiro Profissional. Mas principalmente para tentar ajudar e orientar quem está começando.


Então, chega de enrolar e vamos direto ao assunto!

Será que eu tenho o perfil certo?

Todo mundo sabe e eu não vou mais ficar batendo na mesma tecla de que todos os dias são criados milhões de blogs pelo mundo certo? E da mesma forma que são criados, são deletados ou apenas deixados de lado, esquecidos!

Infelizmente a grande maioria das pessoas que começa um blog simplesmente não tem o menor talento natural para a coisa, não quer saber de aprender, se esforçar, estudar, e isso fica fácil de ver!

Vamos pensar um pouco:

Se você deseja ter um blog, não interessa se por hobby ou para ganhar um dinheiro extra e até mesmo como profissão (vamos falar sobre isso depois), o mínimo que você precisa é saber escrever corretamente.

Estou falando de português claro e simples!

Veja bem, não sou nenhum professor de português. Cometo meus erros e quase sempre deixo passar algumas coisas que chegam a dar arrepios. Mas o fato é que procuro me cuidar e principalmente aprender e melhorar sempre.

Portanto, se você está pensando mesmo em se tornar um blogueiro, seja lá por qual motivo for, antes de mais nada, pense se você gosta de escrever e se leva jeito. Se tem dúvidas sérias sobre isso, talvez você devesse antes de mais nada, procurar se informar e aprender o básico, para só então pensar em mostrar o seu texto para alguém.

Não tenha vergonha em admitir que não sabe. Ninguém nasce sabendo. E essa é a mais pura verdade. Ninguém nasce sabendo, mas pode aprender.

Como começar com o pé direito


Eu sei que se conselho fosse bom ninguém dava, vendia (e se alguém quiser comprar aceito cartão e/ou posso emitir um boleto). Mas ainda assim, vou tentar.


Antes de pensar em começar um blog, comece por encontrar blogueiros que te inspirem. Que tenham um texto que te agrade, te prenda até o fim e passe a acompanhá-los.

Comece a prestar atenção não só nas palavras (eu acredito que a melhor forma de se aprender a escrever é lendo e muito), mas na forma como eles editam cada texto.

Será que você presta atenção nos artigos que lê? Você já reparou que muitos blogueiros (inclusive eu) tem como norma dividir os textos em partes, separando-os com títulos e subtítulos de fontes (tamanho da letra) grandes e assuntos que se completam, mas que poderiam muito bem ser abordados separadamente? (ainda vamos falar especificamente sobre edição de texto, diagramação, etc.).

Por hora, comece a prestar atenção na forma como os blogueiros que você acompanha costumam montar seus artigos. Da forma como separam os textos, até o uso de imagens.

Eu sei que a tentação é grande e que a vontade é de sair correndo para criar um blog gratuito com o seu layout padrão, só para sair escrevendo, mas vai por mim, você não vai ter duas chances de causar uma boa primeira impressão.

Por mais que seja fácil começar um blog hoje, se você fizer isso sem um mínimo de planejamento, vai se arrepender amargamente. E não estou aqui para te desencorajar. Pelo contrário!

O que eu quero é que você comece logo sim, mas sabendo o que está fazendo.

Sei que se você estudar e se planejar bem, vai evitar muitas dores de cabeça e principalmente todo o trabalho que teria para corrigir os erros que fatalmente vai cometer.

Eu não tenho tempo a perder


Se você realmente tem o sonho de se tornar um blogueiro, a sua idade não importa e muito menos o que você faz ou deixa de fazer. Tudo o que importa é que você tenha certeza daquilo que quer.

Se o fato de não ter mais tempo a perder tem algum peso, você deve colocar todo esse peso em ter certeza se é isso mesmo que você quer. Aí entra de fato o tempo que eu mencionei antes. Tempo para ler, estudar e aprender. É durante esse tempo que você vai conseguir a certeza de querer ou não entrar nessa!

A única coisa que posso garantir com 100% de certeza é que você vai ter muito trabalho pela frente, independente se você escreve bem ou não, se você sabe aprender com os erros dos outros ou se precisa cometer os seus próprios erros.

Blogar é uma atividade como qualquer outra. Você vai cair, se machucar, por vezes se arrepender de uma ou outra coisa e o pensamento em desistir vai estar o tempo todo rondando você. E então, como dizem os grandes "comandantes", é aí que você descobre do que é feito!

Portanto, se você deseja do fundo do coração ser blogueiro, não perca tempo querendo fazer tudo de qualquer jeito. Leia, estude, aprenda e só então se aventure.

Te garanto, por mais que pareça distante e trabalhoso criar e desenvolver um blog de qualidade, com textos próprios e um layout ideal, tudo vale a pena! A aventura vale a pena! Não duvide. Apenas tenha certeza de que é isso que você quer e não se envergonhe se essa não for a sua praia. Afinal, existem milhares de aventuras esperando para serem vividas, a "Blogosfera" não é a única terra a ser desbravada!

Pense nisso e evite ser mais um a perder tempo, dinheiro e oportunidades!

Se vai fazer, faça de coração. Ou então não faça!

Um blogueiro é acima de tudo profissional



Se você ainda está aí e não desanimou (a intenção não foi essa, juro), quer começar mesmo essa história de de ser Blogueiro Profissional, então vamos falar um pouco sobre alguns pontos e características que são fundamentais e que podem ser identificados em todo blogueiro de sucesso.

A concorrência hoje em dia está tão grande e a quantidade de blogs que tratam de um mesmo tema é tanta, que se você não se profissionalizar será apenas mais um. E mesmo que o seu objetivo seja apenas blogar por hobby, duvido muito que com o tempo você se contente com tão pouco.

Agora, se você quer mesmo se destacar da concorrência e até mesmo para saber se é isso mesmo que você quer, blogar, é bom começar pensando sobre esses pontos e se você tem algo em comum com as características citadas abaixo (ou pode se esforçar para desenvolvê-las).

Um Blogueiro Profissional Gosta de Escrever


Acredito que eu tenha deixado bem claro até aqui o quanto é importante gostar de escrever e aprender a escrever bem, mas nunca é demais reforçar.

Ter vontade de escrever e prazer em ver seu artigo publicado é uma característica básica de todo e qualquer blogueiro de sucesso.

Se você é do tipo que morre de vontade de escrever, seja lá qual o tema, você tem um blogueiro em potencial dentro de você só esperando para ser libertado!

E não preciso nem dizer que o "gostar de escrever" anda junto e de mãos dadas com o "gostar de ler". Aliás, não consigo ver um coisa separada da outra.

Um Blogueiro Profissional Tem Disciplina



Algo que não se perdoa no mundo dos blogs é o abandono. Quando você assume a posição de escritor, consequentemente você passa a ter leitores. E os leitores não perdoam nunca um blog abandonado. Até por isso bati tanto na tecla de que você precisa ler, estudar e aprender com outros blogueiros.

Tudo bem, você pode usar a desculpa de que não tem tempo para atualizar o blog, afinal, você tem milhares de coisas para resolver e faz tudo ao mesmo tempo, mas…

Uma das características principais que temos em comum entre praticamente todos os blogs de sucesso é a sua atualização constante, mas não só! Além de serem atualizados constantemente, os blogs de maior sucesso tem em comum a figura de seus autores como alguém confiável, alguém com quem se pode contar e invariavelmente alguém que tem um profundo conhecimento sobre aquilo que escreve.

Portanto, se você deseja mesmo ser um blogueiro sério, precisa antes de mais nada passar essa seriedade em seus textos (e não importa quantas coisas você tem para fazer por dia, organize-se e faça o que tem que fazer. Sem desculpas!).

Importante: Não confunda passar seriedade em um texto, com um texto “duro”, “sem sal”. Você pode e deve brincar com os seus leitores.

Um Blogueiro Profissional Respeita


Além de esperar uma atualização constante do blog, os leitores também esperam ser respeitados. E nessa área em que atuamos, você não deve nunca menosprezar um blogueiro que está começando e muito menos esnobar ninguém. Aliás, você não deveria esnobar ninguém em qualquer área. Enfim…

O fato é que os leitores merecem e esperam o seu respeito. E isso se traduz respondendo os comentários e e-mails que recebe, além do comprometimento com o que você publica.

Se promete uma série de artigos sobre determinado assunto, cumpra. Se promete escrever um texto sobre algo que um leitor lhe perguntou, cumpra.

Acredite em mim quando digo que todo e qualquer leitor merece o seu respeito e você só tem a ganhar com isso.

Um Blogueiro Profissional é Honesto


Faz parte do respeito com o leitor, mas achei melhor separar esse tópico para não deixar nenhuma dúvida sobre o que eu penso a respeito. Seja lá um mundo ideal, utópico, pode ser, mas é no que eu acredito.

E por isso, com muita sinceridade que eu peço: Se você pensa em começar um blog tentando se aproveitar de contatos, textos alheios ou qualquer coisa do tipo, não faça isso!

Não existe lugar na internet (e nem em qualquer outro lugar, na minha humilde opinião) para gente desonesta (ao menos no meu mundo). Tudo o que a Blogosfera menos precisa agora é de mais um blog de plágios ou do fulano que é amigo do beltrano.

Um Blogueiro Profissional Gosta de Aprender e Ensinar


Se você realmente deseja se tornar um blogueiro, você precisa antes de mais nada gostar de aprender e gostar de ensinar na mesma medida.

Ser humilde o suficiente para saber que sempre vai existir alguma coisa nova para aprender é tão importante quanto saber que sempre vai existir alguém que vai precisar da sua ajuda.

Mesmo quem não publica tutoriais, que são formas de ensinar mais diretamente, sempre acaba recebendo perguntas sobre como conseguiu fazer tal coisa ou mesmo sobre o tema principal de cada artigo.

Então fique sabendo que, um blogueiro de verdade sente prazer em aprender coisas novas e tem paciência e sente tanto ou mais prazer ao ensinar o que sabe para todos os que querem aprender.

Um Blogueiro Profissional Trabalha Duro


Ainda que você queira criar um blog apenas para divulgar suas ideias, sem maiores pretensões, blogar é uma atividade extremamente trabalhosa. Ser blogueiro dá trabalho e muito.

Hoje não basta apenas escrever e publicar. A escrita, edição e publicação de um artigo é apenas um pequeno passo dentro de um universo muito mais complexo.

Para conseguir que seus artigos sejam lidos você precisa aprender o mínimo sobre técnicas de SEO (otimização para motores de busca), estar presente nas principais redes sociais, visitar e promover outros blogs, seja através de comentários, seja através de artigos em seu blog. Participar de fóruns, debates e tudo mais que aparecer (meter a cara sem medo mesmo). E tudo isso dá trabalho, dá muito trabalho!

Por isso, se você realmente quer se tornar um blogueiro de verdade, você precisa desde já estar ciente de que o trabalho é grande e de que os resultados vão demorar para aparecer.

Um Blogueiro Profissional Tem Iniciativa


Se você é do tipo de pessoa que precisa ser mandado para fazer qualquer coisa, então com certeza a Blogosfera não é o lugar ideal para você. Para conseguir sucesso como blogueiro você precisa antes de qualquer outra coisa ser uma pessoa com iniciativa!

Uma das características mais marcantes de um blogueiro de sucesso é sair na frente e falar sobre o que é novo ou mostrar o velho com novos olhos. Seja como for, ter sempre a iniciativa e "dar a cara pra bater" sem medo.

Se você quer mesmo ser blogueiro, você precisa gostar de escrever, ter disciplina, respeito e ser honesto. Precisa ter vontade de aprender e paciência para ensinar. E principalmente, estar disposto a trabalhar duro e ter a coragem de ser o primeiro, de colocar seu nome e seu rosto naquilo que faz e por o dedo na ferida quando for preciso.

É certo que não existe receita pronta, mas também é certo que se conseguir reunir as características que citei acima, conseguirá se tornar um blogueiro de sucesso!

Seguindo em frente


Acredito que nesse ponto não exista mais ninguém que ainda tenha alguma dúvida com relação a sua vontade de ser blogueiro ou não, certo?

Pensando assim (esse artigo já está enorme), em um próximo artigo vamos começar a falar do ato de blogar propriamente dito. E vamos ver todos os pontos necessários para criar um blog de sucesso e se manter blogando por bons e longos anos.

Um abraço e até o próximo artigo!
Tico Esteves
Continue lendo »

05 dicas de como conseguir mais leitores para o seu blog melhorando o texto

Praticamente todos os dias recebo perguntas de pessoas querendo saber como conseguir mais visitas para o blog. Claro, poucas são as que gostam das estratégias que passo (dizer que é necessário trabalho duro acaba não agradando todo mundo) e me perguntam se não tem um jeito mais fácil?

Bom, jeito mais fácil não tem, mas eu sempre costumo perguntar se e quanto tempo a pessoa tem para se dedicar ao blog?

Se a resposta for pouco ou nenhum, eu costumo dizer que a melhor coisa que essa pessoa pode fazer é se dedicar ao conteúdo do blog. Isso, ao menos até que o blog se torne uma fonte de renda suficientemente interessante para que essa pessoa possa pensar se vale a pena ou não continuar com o seu trabalho “normal”.

E isso é fácil? Não! Leva tempo e exige muito mais foco e comprometimento. Uma vez que os resultados vão demorar mais para aparecer. Já que é muito mais difícil conseguir fazer um blog crescer se você não usa tudo o que pode para divulgá-lo.

Então, o que eu quero aqui hoje é fazer uma espécie de resposta genérica. Um texto que eu possa indicar para todos os que querem conseguir mais visitas para o blog, mas não tem tempo de fazer mais nada além de escrever. Por isso vamos ver agora 05 dicas de como conseguir mais leitores para o seu blog melhorando o texto.


01. Seja Sociável



As pessoas tem uma tendência a se isolar. E quando alguém começa um blog, essa tendência costuma se manifestar de forma mais visível. O problema é que o leitor hoje em dia, de uma maneira geral, não quer idolatrar alguém, quer é participar, se sentir incluído e parte de um todo. Portanto, sempre que escrever um texto, pense em quem está lendo e mais do que isso, sempre preste atenção as perguntas que os leitores fazem pelos comentários e aos e-mails que recebe.

02. Faça Comparações E Análises



Os leitores gostam de saber qual a diferença de uma coisa para outra, vantagens e desvantagens. Além disso, as pessoas estão sempre procurando informações sobre qualquer coisa que pretendem usar e/ou experimentar pela primeira vez. Por isso, escrever sobre produtos, serviços e todo tipo de coisa ligada ao tema do seu blog de forma que você possa fazer uma comparação ou uma análise do mesmo é certeza de agradar aos seus leitores.

03. Persistência E Coerência



Ser persistente com relação aos seus objetivos é algo que difere um blogueiro de sucesso de um que desiste por não chegar lá. Escrever não é um talento natural para a maioria de nós, simples mortais. Portanto, estar disposto a aprender é fundamental. Mas mais que isso, você precisa persistir nesse aprendizado e principalmente em passar o que você for aprendendo para o seu texto diariamente.

E quanto a ser coerente, esse é um ponto importante e que precisa de sua atenção sempre. O leitor não pode nunca ter a sensação de estar sendo enganado ou de que você não sabe do que está falando. Ser coerente com o seu texto é sempre passar o sentido completo (Princípio, meio e fim! É disso que estou falando! ).

04. Envolva O Leitor



Fazer com que o leitor se torne envolvido com o texto ao ponto de ele não conseguir parar de ler até o fim é a arma mais poderosa que um escritor tem em mãos. Porém, a mais difícil de desenvolver!

Ter um texto sem erros de português, envolvente, bem escrito é algo que não acontece da noite para o dia. Falamos da importância de estudar sobre escrita, mas tão importante quanto é ler bastante. Leia muito, procure por autores que você goste e se identifique e devore suas obras. Essa é a melhor maneira de aprender (com quem sabe).

05. Seja Único



É interessante aprender com os seus autores preferidos, estudar suas técnicas e ter em mente sempre a pergunta: O que “fulano” faria? Porém, chega um momento em que você precisa mostrar qual o seu estilo! Quem é você afinal?

Tudo bem que você aprendeu bem e é capaz de escrever um texto perfeito, só que o seu leitor (aquele que tem te acompanhado e visto sua evolução) quer mais, quer saber quem é você?

No mais, estão aí 05 dicas de como conseguir mais leitores para o seu blog melhorando o texto. E se para finalizar eu pudesse resumir todas as dicas ou mesmo dar uma única dica para quem está começando a escrever, diria:

Seja você mesmo!


Não existe ninguém no mundo igual a você! E isso não é papo de auto ajuda (auto-ajuda? Ou será autoajuda? Alguém me ajuda? rs). Seja você mesmo!

Um abraço e até o próximo artigo!
Tico Esteves
Continue lendo »

Entrevista com 06 Freelancers gringos de sucesso

Em minhas "peregrinações" diárias por sites e blogs gringos, eis que encontro uma entrevista simplesmente maravilhosa sobre freelancers de sucesso no blog vandelaydesign.com. E claro, não poderia deixar de dividí-la com vocês. E já que nem todo mundo está muito afiado nos "ingrês", resolvi fazer uma transcrição aqui. Espero que seja tão proveitosa e inspiradora para vocês quanto foi para mim.


O que define o sucesso? Nem todo mundo tem a mesma definição para freelancers de sucesso. Para alguns, isso pode ser se tornar descontroladamente famoso na indústria. Para outros o sucesso pode vir quando se consegue pagar suas contas sendo seu próprio patrão. E ainda, a quem acredite que um freelancer de sucesso pode ser alguém que trabalha para clientes famosos e/ou ricos.

Os designers gráficos e desenvolvedores web freelances abaixo se encaixam em pelo menos uma dessas categorias acima quando o assunto é o sucesso como freelancer. Alguns deles tem formação "clássica" e alguns são autodidata. Alguns deles trabalharam para agências antes de se tornarem freelancer.Outros têm sido freelancers desde o início. Seja como for, todos parecem se especializar em mais de um conjunto de habilidades, mesmo focando em um nicho que parece desenhar-lhes a maior parte do tempo. Uma coisa é certa: cada uma das seguintes histórias são bastante inspiradoras.

Fizemos a cada um dos 6 freelancers abaixo uma pergunta:

Por que você se tornou um freelancer de sucesso ou a que você atribui o seu sucesso como freelancer?

Tenha em mente, nenhum desses freelancers bem sucedidos abaixo chegaram onde estão trabalhando somente algumas horas por dia. Eles trabalharam incontáveis ​​horas e se dedicaram a fornecer o melhor produto final possível para os clientes.

Nem todos os freelancers abaixo concordam sobre o sucesso, ou até mesmo se definem como freelancers de sucesso. Mas eles admitem que gostam do que fazem e amam ser seu próprio patrão!

Rina Miele


Site: Honey Design

Com grandes marcas como Gerber, Bourbon Wild Turkey e muitas outras como clientes, Rina Miele é certamente um enorme sucesso como designer gráfico e web freelancer. Até mesmo o design do seu próprio site é um atributo para o seu sucesso. Ao contrário de muitos outros freelancers, ela aparentemente nomeou seu negócio com um nome diferente do seu: Honey projeto (projeto "Mel"). Em 2007, em uma entrevista, porém, ela explica que seu site não está tão longe assim de usar seu nome como sua marca, porque seu sobrenome, Miele, significa "mel" em italiano (seu patrimônio). Esta marca, Mel, mais simples representa-a bem como uma designer que surge com soluções criativas que retratam com precisão seus clientes.

Ela é especializada em muitos campos, na verdade, incluindo a direção criativa, UI, design interativo, branding e identidade, tipografia e ilustração. E ela usa uma variedade de meios para realizar suas tarefas, incluindo desktop, móvel e papel. Curiosamente, Rina tem trabalhado com em conjunto com agências que tenham contratado ela para completar o trabalho do cliente, ao invés de trabalhar diretamente com os clientes.

Por que você se tornou um freelancer de sucesso ou a que você atribui o seu sucesso como freelancer?

Rina: Eu trabalho tão duro quanto posso. Durante todo o tempo. Cada projeto. Eu me sinto como um disco arranhado quando as pessoas me fazem esse tipo de pergunta (o que acontece muitas vezes, na verdade). É sempre a mesma resposta, mas realmente é o meu "segredo" para o sucesso. Isso não significa que eu não entre em pânico ou me preocupe sobre conseguir novos projetos. Isso também não significa que eu não prenda a respiração antes de clicar em "enviar". Significa apenas que todo esforço é o meu melhor.

Mantenha-se na tarefa, manter-se organizado, ser eficiente, ser honesto e permanecer aberto.

Se você não está focado no que você está fazendo, se torna uma tarefa difícil simplesmente terminar um projeto, que dirá inovar. Eu procuro me certificar de que sei o que é o quê. Eu tomo muitas notas e mantenho tudo em seu lugar. Busco estruturar o meu trabalho de uma forma que eu realmente consiga progredir. Se eu estou presa e as "rodas não estão girando", eu passo para outra coisa e volto a elas mais tarde. Com certeza, a inspiração encontra o seu caminho. Tento me comunicar abertamente com todos com quem trabalho. Minha palavra significa algo para as pessoas. Eu não vou jogar promessas vazias ao meu redor.

Eu consegui a oportunidade de trabalhar em muitos projetos diferentes, com algumas pessoas fantásticas. Eu só espero que o meu método possa sustentar o meu sucesso.

Matt Willey


Site: Matt Willey

Embora não seja tecnicamente um freelancer, Matt Willey é um empreendedor. Ele começou a trabalhar com várias agências, mas, em 2005, co-fundou o Studio8 e agora é co-fundador e editor sênior de Port Magazine. Outras realizações incluem estar no conselho de administração do projeto Editorial Design Organization, Vice-Presidente do Typographic Circle e muito mais.

Ele ganhou mais do que um punhado de muito prestigiados prémios, só para citar alguns: a Sociedade Internacional de Designers tipográficas concedeu-lhe duas Premier Awards. E este ano, ele foi nomeado "Designer do Ano" pela Creative Review.

Matt admite que ele nunca planejou ser um designer. Ele foi informado de que, devido a ser surdo, ele nunca iria frequentar uma escola normal. Mas depois de muito trabalho duro com um terapeuta da fala, ele acabou conseguindo começar seus estudos em uma escola "normal". Porém, como começou um pouco tarde, eles simplesmente o deslocaram mais para arte e desenho que outros assuntos. Matt acabou então estudando ilustração e fotografia na faculdade (que mostra nas fotos em sua conta no Instagram: mrwilley), mas como nenhum desses campos se abriu, ele se mudou para o design gráfico. Dê uma olhada no portfólio de Matt para ver o quão talentoso é este desenhista acidental. E não se esqueça de manter-se conectado com ele no Twitter: @MrMattWilley.

Por que você se tornou um freelancer de sucesso ou a que você atribui o seu sucesso como freelancer?

Matt: Eu não sou inteiramente certo que sobre essa história de ser bem sucedido, eu acho que depende de como você define isso... Eu não me sinto bem sucedido. E tenho ainda menos certeza sobre o "porquê" de tanta repercussão. Eu acho que tenho muita sorte, tanto pelas pessoas que eu conheci e trabalhei como com as oportunidades que surgiram no meu caminho. E eu também tenho trabalhado muito duro. Uma combinação de sorte e acertos!

Jake Rocheleau


Site: Jake Rocheleau

Como um jovem escritor, web designer e especialista em UI, Jake Rocheleau já foi longe em sua carreira. Ele teve trabalhos publicados em grandes publicações pela web, tais como Hongkiat, SpyreStudios, SpeckyBoy Magazine, TemplateMonster blog, design Shack e Web Design Ledger.

Leia qualquer um dos artigos de Jake, e você vai começar a ter ideia de que esse cara é realmente apaixonado pelo que faz. Em uma entrevista, ele ressalta que "a experiência do usuário é realmente o tema mais importante a considerar, porque nós construímos aplicações para o usuário. Sem ninguém para acessar a Internet, nossos sites seriam um monte de scripts em  depositados em um lento servidor de um lugar qualquer".

Dê uma olhada no site do Jake para ver muitos de seus famosos artigos e tutoriais e para ver alguns de seus trabalhos como web designer, área onde ele tem feito muito sucesso.

Ele é provavelmente um dos melhores escritores da atualidade. Se você está procurando alguns conselhos e inspiração relevante e útil, especialmente no campo da interface do usuário, então eu recomendo que você siga Jake em sua conta no Google+. Ou basta fazer uma pesquisa no Google por seu nome - esse cara está em toda parte!

Por que você se tornou um freelancer de sucesso ou a que você atribui o seu sucesso como freelancer?

Jake: Muito trabalho duro e perseverança! Verdade seja dita, eu não me sinto exatamente "bem sucedido", mas porque eu sei que há muito mais espaço para crescer. E sei que para chegar a algum lugar profissionalmente como um artista criativo exige muita entrega e estar sempre mostrando resultados. Não basta começar o trabalho, o resultado final, o trabalho feito é o mais importante. Em seguida, estou sempre me empurrando para fora da minha zona de conforto. É como eu aprendi a melhorar o meu processo criativo em geral.

Jan Cavan


Site: Jan Cavan

Seu nome completo é Jan Cavan Boulas e seu talento se destaca como designer e ilustradora. Enquanto seu trabalho fala por si, ela também tem uma grande lista de impressionantes menções e entrevistas na web, incluindo Smashing Magazine, PBS, Line25, Revista Web Designer (# 152, # 155), e muito mais.

Ela tem sido convidada para falar e ser jurada em vários eventos, como o Open Source Awards 2010, UI Design Mini Bootcamp 2012, Adobe MAX Insider 2013 e outros.

Enquanto Jan tem educação formal e uma licenciatura em engenharia informática, além de alguns cursos universitários em web design e desenvolvimento web, a maioria das suas habilidades são autodidata através principalmente de tutoriais online. Jan trabalhou para SendGrid e NationBuilder antes de voltar ao trabalho como freelancer, o que permitiu a ela a liberdade de pegar a estrada com o marido, além de caminhar, ler, cozinhar, ser voluntária em trabalhos solidários, fotografia, coleta de brinquedos e muito mais. Um fato curioso sobre Jan é que por obra do acaso ela é seguida ela é seguida por Britney Spears no Twitter!

Por que você se tornou um freelancer de sucesso ou a que você atribui o seu sucesso como freelancer?

Jan: Eu sempre fui muito motivada para aprender. Mesmo hoje em dia, eu sempre busco ter um tempo para ler e aprender com tutoriais e designers que eu admiro. Eu sei que tenho um dia de trabalho e um fluxo constante de renda, mas eu nunca me permiti ficar muito confortável com isso, porque eu poderia inadvertidamente colocar minhas habilidades de lado e o passo seguinte, seriam minhas habilidades se tornarem obsoletas. Blogar me ajudou muito também. Embora eu preciso escrever mais do que eu costumava fazer antes do blog, ele realmente me ajudou a ganhar muito mais exposição. Eu não tenho que vasculhar a Web atrás de trabalho e isso me deu a oportunidade de me dedicar a projetos que são importantes para mim.

Andy Sowards


Site: Andy Sowards

Este web designer, que é desenvolvedor e programador, além de consultor, conseguiu construir um grande nome para si mesmo, e não apenas nos campos relativos a criatividade ou tecnologia. A página inicial de seu site é realmente um blog através do qual ele construiu uma enorme quantidade de seguidores no Twitter, no Google+ e no Facebook . Ele escreve muito bem e contribui fornecendo excelentes conselhos, inspiração e recursos para colegas designers, desenvolvedores e proprietários de empresas.

No entanto, seu blog não é o seu único ponto de sucesso. Andy também se mostra brilhante nos projetos que completou para os seus clientes, quer seja trabalhalhando com back-end ou desenvolvimento front-end, design de logotipo ou mídia social, WordPress ou Tumblr, projetos ou aplicações web. Sua lista de tecnologias é bastante impressionante e inclui Photoshop, Illustrator, HTML5, CSS3, Javascript, PHP, jQuery, MySQL, e uma longa lista de frameworks. Um ponto que merece também ser mencionado quando falamos do sucesso de Andy é o fato de ser um pai muito orgulhoso que diz que seus filhos são sua motivação. De fato, em uma recente entrevista, ele admite que muitas vezes escolhe o tempo com seus filhos ao invés de horas de sono.

Por que você se tornou um freelancer de sucesso ou a que você atribui o seu sucesso como freelancer?

Andy: Eu não gosto de dizer que eu sou bem sucedido. Por quê? Porque o sucesso não é um destino, é uma jornada. E você nunca poderá dizer verdadeiramente que chegou lá, mas você pode apreciá-lo, diariamente. Eu acho que as pessoas têm muitas definições diferentes da palavra "sucesso" e o que isso significa para eles. Isso pode significar muito dinheiro, ou o reconhecimento (que eu discordaria), ou pode significar ajudar alguém ou uma causa, ou fazer algo todos os dias que você goste e estar no controle do seu tempo (que é o que está mais perto da minha definição). É preciso paixão, determinação e trabalho (muito trabalho) para se tornar bem sucedido em algo, todas essas qualidades precisam estar no lugar certo e na hora certa.


No meu caso particular, eu me tornei "bem sucedido", porque eu descobri que eu tinha uma paixão. Eu descobri a coisa que eu gostava de fazer, e depois disso eu resolvi tentar ser o melhor que pudia, porque eu gostei. Para mim, foi Web Design, Desenvolvimento e Programação - fazendo coisas criativas para a web e que outras pessoas pudessem ver, usar e se divertir. Você tem que ir a luta, sabendo que você pode fazer qualquer coisa e que o outro cara que você vê como "bem sucedido" quando começou, não era diferente de você agora, e não é mais inteligente ou mais talentoso do que você pode ser. Você tem que estar disposto a colocar no trabalho, o tempo e o esforço, para ser melhor, todos os dias. Você tem que aprender continuamente, e ficar por dentro de tudo, estar ciente do que você sabe, e aprender as coisas que você não conhece (sempre haverá algo que você não sabe) - porque se você acha que pode simplesmente chegar em um certo ponto e depois parar de aprender porque você já "fez" - você vai ter um duro choque de realidade esperando por você. O mundo à nossa volta, a tecnologia que usamos, a nossa forma de trabalhar, muda constantemente, e você tem que mudar com ele.

Se você realmente ama algo, o resultado é que você será bem sucedido no que faz, e vai se divertir fazendo isso. Isso não acontece da noite para o dia. Você tem que amar o que faz, qualquer que seja a sua escolha, para ser bem sucesso e continuar tendo sucesso, porque a viagem nunca termina, e se você não ama o que faz, você pode até ter sucesso, mas não vai continuar com ele por muito tempo. Eu também acho que a coisa que nós amamos fazer, às vezes pode se transformar em outras coisas também, e é aí que você se ramifica em outras áreas que lhe interessam e que se você ligar os pontos das coisas que você já conhece e com as áreas que você realmente gosta, é amor (e é bom fazer). Portanto, não tenha medo de correr riscos, experimentar, experimentar coisas novas, não ligue para os outros e seja você mesmo.

Se eu pudesse apontar 5 coisas que são as razões para "Por que eu sou bem sucedido", teria de ser:


  1. Liguei os pontos. Eu não acordei uma manhã dizendo "Ei, eu quero ser um web designer freelancer", eu segui os caminhos e as oportunidades (disfarçadas de trabalho e risco) e não tive medo de falhar, de modo a chegar onde estou hoje .

  2. Fiquei curioso, e ainda estou curioso. Você tem que amar para aprender e questionar tudo para realmente entender.

  3. Eu não estava com medo de trabalhar duro e passar longas horas fazendo o que eu tinha que fazer.

  4. Eu estava confiante e determinado, sabia que poderia fazê-lo, nada é impossível. Confie em si mesmo. Você pode fazer qualquer coisa. Qualquer um pode aprender qualquer coisa, ou ser bom em algo, isso só leva determinação e tempo.

  5. Fui feliz fazendo isso, e eu ainda sou. Gosto de criar coisas e aprender coisas novas. E se eu não amasse o que faço, sairia do lugar e deixaria tudo o que tenho. Você tem que querer fazer o que você faz pelas razões certas. O sucesso virá.


George Stoyanov


Site: George Stoyanov

Com projetos para clientes famosos (como Nike, BBC, Nokia, Nationwide, Dominó Pizza e tantos outros), este jovem designer gráfico encontrou o sucesso como freelancer bem cedo. George Stoyanov é especializado em design para Mobile App, design de impressão, design conceitual, interativo, design gráfico e web design. Seu estilo é agradável e criativo, provavelmente devido à abertura mental com que George se aproxima de novos projetos.

Em uma recente entrevista, George explicou que seu irmão foi quem o apresentou ao Photoshop 5.0 ainda muito jovem. E o seu amor pelo design gráfico nasceu das brincadeiras com o Photoshop, sendo George também um autodidata. Uma das maneiras que George utiliza para manter seu trabalho "fresco" é mistura de diferentes estilos, experimentando inovações e com base na sua maior fonte de inspiração: a sua própria imaginação. Este designer incrivelmente talentoso também não tem medo de começar um projeto com uma ideia e deixar que ela mude completamente até o final.

Não deixe de conferir o site de George para ver mais deste designer gráfico inspirador da Bulgária.

Por que você se tornou um freelancer de sucesso ou a que você atribui o seu sucesso como freelancer?

George: Primeiro de tudo eu quero agradecer o convite. Fico feliz em saber que meu trabalho interessa a seus leitores. Eu não tenho certeza que eu posso dar uma resposta exata para essa pergunta agora. Ao longo dos anos tenho trabalhado em projetos grandes e pequenos. Então eu acho que há um monte de coisas para aprender sobre design gráfico e publicidade. Mas posso dizer que todos que decidem ser freelancers precisam saber que eles devem trabalhar duro em suas habilidades. Todos os dias é preciso buscar e ganhar conhecimento, para determinar os seus próprios objetivos e estilo que se quer desenvolver.

Você tem que estar preparado para períodos de tempo com um monte de trabalho, e outros sem nenhum trabalho. Quando você é freelancer, você tem muito tempo para gastar com entretenimento, por exemplo. Então, você tem que saber como planejar e organizar o seu tempo. Se não o fizer, como pode alcançar o sucesso.

É sempre importante definir metas elevadas. Mas o mais importante é não desistir.Eu acho que o trabalho duro leva ao sucesso.

E você?

É um profissional da área ou está começando? Ou será que chegou até aqui por pura curiosidade?

Seja como for, aproveite para deixar sua opinião e contribuir. Conhecimento nunca é demais!

Um abraço e até o próximo artigo!
Tico Esteves
Continue lendo »